segunda-feira, 19 de outubro de 2009


Eu te amo, com a força dos temporais,Com a fúria incontrolável dos vulcões.Com a energia acumulada nos trovõesDesde longos tempos imemoriais.Eu te amo, com a leveza dos cristais,Com a textura das rosas em seus botões.Com as notas delicadas das cançõesCom as cores de mil roupas nos varais.Eu te amo todas as horas do diaE este amor ora leveza, ora tormenta,Este amor que hora é prazer ora agoniaPra meu barco é a segurança de um cais.Muito embora ele saiba e se contentaQue apenas é so mais um!...e nada mais!
comments: (1)

Nenhum comentário: